ESEL Alunos

4º Aniversário da ESEL

Mensagem do Provedor do Estudante para o 4º Aniversário da ESEL...


Lisete FradiqueCaros colegas de mesa, cara assembleia, em especial, caros estudantes:


Em dia de aniversário dá-se os parabéns! É isso que aqui estou a fazer. Dar os parabéns a todos os que, ao longo destes 4 anos têm contribuído para fazer da ESEL uma grande escola de enfermagem; uma grande escola de ensino superior! O trabalho está longe de estar acabado. Aliás, nunca o estará! Será sempre necessário o trabalho empenhado de todos para que os valores que hoje aqui se celebram, com especial relevo para o exercício da cidadania, sejam uma realidade “enformante” da vida da ESEL. 
Aos estudantes eu quero dizer que, exercer a cidadania enquanto estudante do ES está muito para além de usar o traje académico, praxar e ser praxado, participar em encontros nacionais de estudantes, participar em festas temáticas, preparar as fitas de fim do curso e até ir à respetiva bênção na Alameda da Universidade!
Exercer a cidadania enquanto estudante do ES, para além de participar em ações de voluntariado, (como hoje aqui se defende) começa por ser o exercício da responsabilidade maior que é estudar. Estudar a sério, indo ao fundo das questões, ser exigente consigo próprio de modo a poder sê-lo com os seus professores, e em especial, enquanto estudante de enfermagem, desenvolver uma atitude ética que suporte a intervenção junto dos que serão sujeitos dos vossos cuidados. 
E isso, treina-se no quotidiano da vida na escola, na relação com os professores e os colegas, ajudando e sabendo pedir ajuda em sede própria e não dizendo mal pelos corredores sem nunca se comprometer. Intervir e colaborar com os que, na Associação de Estudantes “gastam” tempo a criar condições de acolhimento e podem ser porta vozes de anseios e ideias ou sugestões de melhoria da qualidade do ensino e da vida na escola. Abordar de forma construtiva e fundamentada os órgãos que podem e devem ouvir os vossos anseios mas, sobretudo desenvolver uma atitude de confiança nos professores cuja missão é ajudar-vos a aprender. O diálogo construtivo e a seriedade no trabalho são alicerces fundamentais ao exercício da cidadania. 
É verdade que uma escola com a dimensão da ESEL não pode praticar o ensino personalizado que as escolas que lhe deram origem poderiam fazer. Mas também é verdade, que isso constitui um apelo ao exercício de uma cidadania mais exigente e por isso mais plena com o consequente exercício da autonomia por parte dos professores e a aprendizagem do seu exercício por parte dos estudantes, aprendizes de uma profissão que não se tem cansado de reclamar autonomia que parece nunca mais alcançar.
A ESEL, tem que ser, nesta nossa cidade, o alfobre de uma nova era nos cuidados de enfermagem porque, aos enfermeiros e enfermeiras muito mais vai ser pedido como responsabilidade na saúde de todos nós. E, para isso todos são chamados a contribuir empenhadamente.
Professores e estudantes responderão à chamada, não tenho dúvidas disso!
Os meus parabéns.

(Provedora do Estudante)

Lisboa, 05 de Dezembro de 2011